Ouça agora na Rádio

N Notícia

Reprodução

FOTO: Reprodução

Morte de árbitro na Bolívia reacende polêmica sobre partidas em altas altitudes

No domingo, o juiz sofreu um mal súbito, caiu em campo e morreu

Informações compartilhadas Superesportes

A morte do árbitro Víctor Hugo Hurtado na Bolívia, de 32 anos, no último final de semana, volta a levantar a polêmica sobre partidas realizadas em altas altitudes. No domingo, o juiz sofreu um mal súbito no segundo tempo da partida entre Always Ready e Oriente Petrolero pela primeira divisão local. Ele chegou a receber atendimento em campo e foi levado para um hospital em La Paz, mas não resistiu.

O confronto era disputado no estádio Villa Ingenio de El Alto, na cidade de El Alto, inaugurado em 2018, e considerado um dos mais altos do mundo por ficar a mais de quatro mil metros de altura. A Federação Boliviana de Futebol (FBF, na sigla em espanhol) divulgou em um comunicado que a fatalidade ocorreu por "causas ainda não determinadas" e evitou fazer qualquer relação entre o falecimento e a altitude.

"A Federação Boliviana de Futebol lamenta comunicar o falecimento do árbitro da primeira categoria, Víctor Hugo Hurtado Ogeda, por causas ainda não determinadas. O juiz se encontrava arbitrando a partida entre Always Ready e Oriente Petrolero. A federação expressa à família do profissional sua solidariedade e apoio neste momento de dor. A tempo de fazer conhecer o seu pesar, a Federação Boliviana de Futebol decreta luto no futebol nacional por sete dias", disse a nota.

Orlando Herrera, parente de Hurtado, disse à imprensa local que o juiz estava habituado com as condições do local. "Ele viveu por um tempo em El Alto antes de iniciar sua carreira como árbitro trabalhou em muitas coisas, ele nunca reclamou de problemas cardíacos", afirmou.

Em entrevista ao jornal boliviano Los Tiempos, o presidente da Comissão de Arbitragem da Bolívia, Pedro Saucedo, pediu mais atenção para a categoria, que está atuando sem seguro de saúde. "Isso tem que exigir uma reflexão (...) Temos que nos preocupar com o ser humano, com os árbitros a partir de agora, ninguém tem certeza da vida, o árbitro era jovem e com muito futuro pela frente", desabafou.

Em suas redes sociais, o presidente boliviano Evo Morales disse que o futebol do país está em luto. "Lamentamos a morte do árbitro Víctor Hugo Hurtado, enquanto ele dirigia a partida entre Always Ready e Oriente Petrolero. Enviamos nossas condolências e solidariedade à sua família, amigos e colegas. O futebol boliviano está de luto", lamentou.

Em 2008, a Fifa resolveu suspender a proibição que vetava partidas internacionais 2.750 metros acima do nível do mar. "É uma discriminação com a Bolívia e o direito de as pessoas jogarem onde nascem e vivem" argumentou o vice-ministro de Esportes da Bolívia, Milton Melgar, na época.

FONTE: Superesportes / Estadão Conteúdo
Link Notícia